«

»

As Prisões da Tecnologia – Cotidiano

Aparelhos celulares que integram despertador, previsão climática, câmera para tirar fotos e gravar vídeos, acessar  a internet, redes sociais, internet banking, e outros.
Computadores, notebook’s, potentes smartphone’s, tablet’s, conexões a internet via rádio, cabo, móvel. Enfim, são tantas opções que acabaram nos “aprisionando” cada vez mais a estes itens da tecnologia.

Estamos conectados o tempo todo, mas o quanto isso é bom ou ruim para nós?
De que maneira fazemos uso da tecnologia?
Será que ela nos serve, ou servimos à ela?

Inspirada no conceito de estarmos aprisionados pela tecnologia, a agência TALENT desenvolveu peças muito criativas que nos fazem pensar mais a respeito.

Veja as imagens a seguir, e deixe nos comentários se você identifica os “objetos/prisões”.

Prisões da tecnologia - 01Prisões da tecnologia - 02

Prisões da tecnologia - 03

Deixe seu comentário.
Compartilhe com seus amigos!

 

Sobre o autor

Diogo Protti

Diogo Vieira Protti, paulistano do tradicional bairro da Lapa, na cidade de São Paulo, sempre carregou consigo, gigantes sonhos do tamanho de sua terra natal. Descendente de família italiana, Protti desde muito novo deixou às claras sua personalidade marcante. Teve uma infância e adolescência repletas de ensinamento, experiências e realizações. Disciplinado e obstinado, praticou diversos esportes e colecionou vitórias, como por exemplo a medalha de bronze no disputadíssimo Campeonato Paulista de Kung-Fu, válido para todo o estado. Atualmente, Protti desempenha atividades da macro área da Comunicação, compreendendo trabalhos de design gráfico, comunicação visual, web design e marketing, com destaque ao marketing digital. Protti também é escritor de uma coluna para um portal da internet, possui reflexões registradas no "Pensador, do UOL", e já apresentou um programa de rádio. http://www.artesgraficasdelta.com.br/ http://pensador.uol.com.br/autor/diogo_vieira_protti/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *