«

»

O Barro e o Ouro.

No que a imagem acima te faz pensar?

O Homem foi criado do barro, para os que assim crêem. Mas qual é o valor do barro? Talvez nenhum… eu disse talvez!

Nunca tropecei em pedras de ouro na rua, e nunca choveu pedras de ouro em minha cabeça! O ouro sim, este todos sabem e conhecem o valor!

Evidente que o ouro é objeto de desejo, estimado! Ele se encontra justamente no barro, aquele tal sujeito sem valor…

Encontrar ouro não é uma tarefa simples. Em nossa história brasileira, sabemos a quantidade de ouro que foi encontrada, aliás perdão, encontrada não, garimpada.

Garimpeiros eram e são, “Homens de barro” que se empenham ao trabalho árduo de garimpar tal preciosidade. E atravessam muitas dificuldades, desconfortos. Chegam a profundidades incríveis sob os mais variados riscos.

Garimpeiros, garimpar, barro, ouro, trabalho árduo, empenho, preciosidades, dificuldades… Já analisou cada palavra de modo isolado?

Somos homens, no sentido de humanidade, claro! E como homens de barro como somos, também carregamos dentro de nós mesmos, grande quantidade de ouro. Bem lá nas profundezas do coração, nos labirintos da mente…

seja onde for, dentro de você há ouro, preciosidades, valores inestimáveis.

GARIMPE-SE…

Descubra estas preciosidades, ainda que tenha que passar por inúmeros riscos, ainda que tenha de empenhar-se firmemente nesta missão, mesmo que viaje nas próprias profundezas, e mesmo que tenha que sujar a mão de barro!

E após esta alucinante aventura, permita-se à lapidação, pois é assim que o ouro se torna jóia… este processo acontece com temperaturas demasiadamente altas.

Como os problemas e adversidades da vida servem de lapidação às nossas preciosidades!

E, ao deparar-se com outro ser de barro quase que inestimável, digo, ser humano como você,  lembre-se também que ali há ouro.

 

Um abraço a todos! (Diogo V. Protti)

 

homem de ouro

Sobre o autor

Diogo Protti

Diogo Vieira Protti, paulistano do tradicional bairro da Lapa, na cidade de São Paulo, sempre carregou consigo, gigantes sonhos do tamanho de sua terra natal. Descendente de família italiana, Protti desde muito novo deixou às claras sua personalidade marcante. Teve uma infância e adolescência repletas de ensinamento, experiências e realizações. Disciplinado e obstinado, praticou diversos esportes e colecionou vitórias, como por exemplo a medalha de bronze no disputadíssimo Campeonato Paulista de Kung-Fu, válido para todo o estado. Atualmente, Protti desempenha atividades da macro área da Comunicação, compreendendo trabalhos de design gráfico, comunicação visual, web design e marketing, com destaque ao marketing digital. Protti também é escritor de uma coluna para um portal da internet, possui reflexões registradas no "Pensador, do UOL", e já apresentou um programa de rádio. http://www.artesgraficasdelta.com.br/ http://pensador.uol.com.br/autor/diogo_vieira_protti/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *